Porto Alegre no topo do vazio

Resultado de imagem para inútil

 

Ainda dou melancólicas risadas quando me lembro que, ao iniciarem efetivamente as tratativas para o Mercosul, as autoridades gaúchas, enfiadas dentro de suas alpargatas e bombachas declararam espetaculosamente que Porto Alegre “seria a capital do Mercosul”. Ao dizerem isso, em sua empáfia de gaudério acostumado às charlas do mate, esqueceram, de um só chiste, São Paulo, Buenos Aires e Montevidéu, só pra ficar nessas três cidadezinhas que decerto e no más, a peonada nem se lembrou que existia.

Muito riso, pouco juízo, diriam os avós. Mas, em tudo e por tudo, começamos daqui.

Afinal, qual a cara, a característica principal de Porto Alegre?

Vejamos, Fortaleza é o turismo, assim como qualquer capital do nordeste e, querem os otimistas, também o Rio de Janeiro, isso se voltarmos uns quarenta anos no tempo e só depois que a Guarda Nacional e os Traficantes deixarem o Rio voltar a ser o Rio. São Paulo é ainda uma cidade onde se tem tudo, o mesmo ocorrendo em relação a Buenos Aires, Montevidéu, Santiago e assim por diante.

Porto Alegre, meus queridos, onde está a identidade de Porto Alegre?

Pergunto pois não tem quase ninguém que venha ao Rio Grande do Sul e fique muito tempo por aqui. Conforme acontecia na História Antiga, Porto Alegre é semelhante ao que a Galiléia representava para o Egito: apenas um corredor de passagem. Pois hoje, por aqui, os turistas passam, mas vão para Gramado, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, etc.

Se Porto Alegre fosse ou tivesse pretensões turísticas, já teria pelo menos um mísero metrô abaixo da terra de preferência, e não um que saia de Porto Alegre para a região metropolitana, e que não resolve o problema de quem vive em Porto Alegre. Parece que tem um projeto de mais de trinta anos que já deve ter embolorado nesse tempo todo de falta de uso.

Uma segunda opção seria revitalizar o porto, e foi isso que Buenos Aires fez em relação a Puerto Madero, investindo pesado e construindo o bairro mais nobre da cidade, com uma estrutura imobiliária que fazia com que um apartamento ali construído custasse em média 5 mil dólares o metro quadrado. Puerto Madero foi assim reconstruída em 1991.

Porto Alegre não tem uma cara voltada ao espetáculo. Os que vem para cá normalmente custam os olhos da cara, e são agendados para finais de semana. Tem muitos que vão à Curitiba ou a Florianópolis, aqui do lado, mas para cá não vem.

Pois então, Porto Alegre não tem uma cara turística, nem industrial, nem cultural de ponta. Menos ainda tem educação formal de peso (basta vermos os resultados de ENEM, etc), à excessão da UFRGS, que não é sequer do Estado, mas é federal.

Até hoje eu busco uma cara, uma identidade para a cidade que amo tanto. No entanto, nessa minha estada aqui, tenho visto uma infinidade de placas de vende-se e aluga-se, muito mais violência, um governo de Estado calamitoso e um menino estilo Fernando Collor Bonitinho que se esquece de gerir a cidade na mesma proporção em que inferniza a vida dos funcionários públicos e de toda uma comunidade que o elegeu. Bem feito, agora o filhote de Trump quer passar o valor de IPTU para 50 por cento do valor venal do imóvel, está pagando de forma tortuosa, irresponsável e danosa ao funcionalismo público e está comprando briga com quem mexa com seus brinquedinhos prediletos.

Meu Deus do céu, quando Porto Alegre irá crescer e sair da fase da masturbação política? Quando terá uma identidade e passará a discutir o que deve ser discutido? Quanto mais esse povo tem de sofrer nas mãos desses que, detendo o poder, nada fazem pelo povo de sua cidade? HILTON BESNOS

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s