Miguel, para além de 2003

Resultado de imagem para adeus ano velho, feliz ano novo

Porto Alegre, dezembro de 2003.

Por esses dias, no ônibus, meu filho Miguel, de 10 anos, me disse que não gostava da música “Adeus ano velho, feliz ano novo”, porque achava um desrespeito, uma desconsideração com o ano que se foi. Refleti sobre o tema, e realmente o Miguel tem razão: é como se desprezássemos 2003, como se de repente, pela passagem do tempo tentássemos esquecer o que de bom aconteceu.

Pensei mais, que as nossas histórias, conquistas, tristezas, momentos de prazer, ternura, afeto e carinho, enfim, toda a nossa vida se constrói no dia-a-dia, através das nossas ações, omissões e pensamentos.

O Miguel tem razão, é um desrespeito conosco mesmo e com quem vivemos nossas vidas.

Não devemos dar adeus a 2003, mas trazê-lo junto a nós, em nossos cuidados conosco e com as pessoas as quais amamos; em 2004 reconstruamos um 2003 no que de melhor ele teve, especialmente em nossas habilidades para lidarmos com revezes e a sabedoria que cada um de nós acumulou em 2003 e anteriormente.

Muito obrigado Miguel por ter-me ensinado essa lição, e que ela possa iluminar a todos em 2004. Beijos do seu pai. Hilton Besnos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s